Sapatos.

Eu odeio sapatos.
Sapatos sempre significam uma despedida.
E é ruim ver pessoas que você ama indo embora.

Meu pai calça sapatos quando precisa sair.
Por mais que ele volte em algumas horas…
Por mais que eu saiba que infelizmente é necessário sair…
Eu só consigo odiar os sapatos.

Que sempre fazem questão de grudar nas pessoas e arrastá-las pra fora de casa.
Porque são espertos e sabem que se não forem calçados, ninguém sairá com eles.
E é isso que me tira do sério!
A tal da trapaça.
Se quer tirar as pessoas de perto de mim, me pergunte se posso liberá-las!
Mas não chegue de repente pra acabar com meu momento de carinho.

Mas deixa pra lá.
Quem banca o espertinho sempre se dá mal no final.
Até reparei que os sapatos do meu pai rasgaram nas laterais.
E em dias chuvosos eles não conseguem tirá-lo de casa.
Eu finjo que não percebi nada, mas o par de gêmeos fica irritado porque foi escanteado.

Só existe um lado bom em não gostar de sapatos:
Eles sempre perdem e voltam para a caixa.
E eu, claro, volto a receber carinho.

Tenho 3 meses de vida e me chamo Edgard.
Fui adotado depois de ser abandonado na rua.
E adivinha onde me acharam?
Dentro de uma caixa de sapatos.
É, a antipatia vem de berço.

Miau.

tumblr_n392yte0aL1twfh51o3_1280